domingo, 16 de março de 2014

Casey Watson - O Menino que Ninguém Amava [Dixie]

Título Original: "The Boy No One Loved"
Páginas: 240
Coleção: Grandes Narrativas (#555)
ISBN: 9789722351188

Sinopse
Justin tinha apenas cinco anos quando a mãe, toxicodependente, o deixou sozinho em casa com os irmãos de dois e três anos. Desesperado, Justin acaba por incendiar a casa e é então entregue ao cuidado dos serviços sociais. Seis anos mais tarde, Justin chega a casa de Casey e Mike - um casal de acolhimento especial, vocacionado para casos problemáticos. Para Casey e Mike depressa se torna clara a dimensão do desafio que têm pela frente e, à medida que a terrível verdade sobre os primeiros anos de vida de Justin vai sendo revelada, apercebem-se de que estão a ver apenas a ponta do icebergue. Uma história verdadeira de abuso e abandono, que é também uma fonte inspiradora, capaz de mudar a perspetiva que temos da nossa própria vida.

Opinião
Obra de excelência, relatada na primeira pessoa por Casey Watson (autora e personagem enquanto ela própria). Dá-nos a conhecer a primeira experiência de adoção vocacionada para casos especiais da autora, que possui outros livros sobre o assunto que não foram ainda traduzidos, e do marido, Mike.
Comovente e incrível, talvez por se tratar de uma história verídica, este livro conta-nos a história de Justin, um rapaz perturbado que aos 11 anos se viu confrontado com uma cruel realidade. Quando todas as anteriores famílias de acolhimento e instituições falharam, Justin tinha apenas uma última oportunidade, a que Casey estava disposta a dar-lhe. O acolhimento foi acompanhado não só por Casey e pelo marido, como pelos dois filhos de ambos.
A coragem demonstrada pelas diversas personagens em situações distintas abre os olhos e a história revoltante e angustiante de um rapazinho que aos 5 anos incendiou a própria casa, quase certamente vai pôr lágrimas nos olhos dos leitores. A escrita da autora permite simpatizar com os valores e circunstâncias pelas quais passam, apesar de perturbador e dramático, é um livro que se lê muito bem e, no meu caso extremamente rápido.
Vai permitir a muitos uma percepção completamente nova de uma realidade escondida e/ou abafada pela sociedade e vai deixar todos chocados e ao mesmo tempo tocados pelo que se vai sucedendo ao longo da leitura.
Aconselho vivamente este livro a qualquer género de leitor (que não se incomode com o drama envolvido) pois enaltece não só a cultura própria, como a perspectiva perante a vida e tudo o que ela nos dá e tira.

2 comentários:

  1. Parece ser daqueles bem virados para a dura realidade da vida como eu gosto de ler, se bem que ando a fazer uma pausa neste momento dessas leituras, pois como ando um bocado deprimida por mim mesma, neste momento é melhor não me agarrar a histórias que me vão arrastar ainda mais para esses estado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um livro pesado, realmente não é uma história para se ler quando se está em baixo! [Cindy]

      Eliminar