quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Último Post de 2014


Aqui estamos nós, no final de mais um ano... E passou tão rápido! 
Este ano foi fundamental no crescimento do Leituras ao Sol e tudo graças às pessoas que se dão ao trabalho de nos visitar e de comentar as nossas publicações. A todos vocês um grande obrigado!

Queríamos agradecer também aos blogs que estiveram connosco durante este ano, tanto em colaborações, como em parcerias! Obrigado meninas pela amizade e pela entreajuda :)

Um bom ano novo! Que 2015 traga muita alegria (e de preferência muitos livros também). Estes são os votos de...



Paty (a Paty ajuda imenso as meninas no background do Leituras ao Sol mas ainda não tem uma página só dela)


Também da Bells e da Dixie que não conseguiram tirar a fotografia (mas o post irá ser atualizado com as fotos delas quando enviarem).



[Desafio Literário 2015] - Vamos Doar Um Jardim ao Sol

Bom dia! Como nos estamos a algumas horas de 2015, quisemos deixar-vos aqui o nosso primeiro desafio literário para este novo ano!

Juntámo-nos aos nossos blogs colaboradores "Vamos Doar Livro À Nossa Biblioteca" e "Jardim de Mil Histórias" e juntas criámos este desafio.



O desafio consiste em 12 temas, que teremos que ler ao longo do ano. Não temos nenhum tema estipulado por mês, pelo que provavelmente será diferente em cada blog!!

Estes são os doze temas escolhidos para o desafio literário, um por cada mês do ano 2015.
  • Um livro "escolhido" por um ser vivo da nossa casa (conta gatos, cães, moscas, aranhas, coelhos, hamsters, plantas, ...)
  • Um livro que uma blogger amiga me tenha recomendado!
  • Um livro oferecido por alguém especial
  • Um livro da biblioteca local
  • Um livro que está por ler à muito tempo
  • Um livro que peguei só porque gostei da capa
    • A CADA DIA [Julho 2015]
  • Um livro de um autor estrangeiro de um país que gostaríamos de visitar
  • Um livro cujo título tem um nome especial para nós
  • Um livro com humor negro
    • SCHOOL OF FEAR [Julho 2015]
  • Um livro emprestado
  • Um livro baseado em algo que já vivemos ou vimos acontecer
  • Um livro com animais/sobre algum animal de estimação
Desafiamos todos os leitores a juntarem-se a este desafio!! :D
Boas Entradas!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Passatempo nº8 [Especial de Natal] - RESULTADO

Bom dia! Ainda vamos a tempo de acabar o ano em grande com o resultado deste passatempo!

A resposta era realmente muito simples... 
O livro que o sortudo/a sortuda irá receber, juntamente com o marcador "Leituras ao Sol" é...

 Isso mesmo "Gut Gegen Nordwing" ou (em português) "Quando Sopra o Vento Norte"

As 23 participações estavam todas válidas (obrigado!) e deram origem a 98 entradas no excel.
E das 98 entradas, a contemplada foi...


A nº64 que corresponde à participação da Alina Dobrovolska!


Parabéns Alina, irás receber um e-mail da nossa parte para que possas receber o teu prémio!


Muito obrigado a todos os que participaram e desejamos, desde já, continuação de boas festas!

domingo, 21 de dezembro de 2014

Passatempo nº8 [Especial de Natal]

Ora bem-vindos a mais um passatempo "Leituras ao Sol"
Aqui pelo Leituras ao Sol estamos num espírito muito Ho Ho Ho e por isso quisemos fazer um passatempo especial de Natal!

E o que vamos oferecer?


  • Um maravilhoso marcador "Leituras ao Sol" feito pela talentosa RLeite (vejam a página de facebook dela e ponham um like, acreditem que não se vão arrepender).
  • Um livro SURPRESA!
E agora vocês perguntam-se... Mas que livro é que vão oferecer? Ora isso é o que terão de adivinhar!

A seguinte imagem é representativa do TÍTULO ORIGINAL do livro que vamos oferecer. Tudo o que têm que fazer é ordenar as letras e descobrir qual é o livro que poderão receber este Natal!

Poderão responder no formulário abaixo

ATENÇÃO: Têm que colocar o título como escrito ORIGINALMENTE (não em português).
Dica: Fizemos review do livro aqui pelo blog!

E aqui ficam as regras (por favor leiam!):
  • O passatempo termina no dia 28 de Dezembro de 2014, pelas 23:59.
  • Só são aceites participações de Portugal.
  • É apenas permitida UMA participação por pessoa.
  • NÃO é obrigatório serem seguidores do blog e/ou facebook mas...
    • Se forem seguidores do blog têm direito a duas "entradas" extras!
    • Se forem seguidores do facebook têm direito a duas "entradas" extras!
  • Se partilharem o passatempo (e nos facultarem o link no formulário) terão mais uma "entrada" extra.
  • Para participar basta, então, preencher o formulário abaixo.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Daniel Glattauer - Quando Sopra o Vento Norte [Cindy]

Título Original: "Gut gegen Nordwind"
Páginas: 224
Editor: PORTO EDITORA
ISBN: 9789720043061

Sinopse
"Escreva-me Emmi. Escrever é como beijar, mas sem lábios. Escrever é beijar com a mente."

Quando sopra o vento norte é um romance divertido, animado e irresistivelmente cativante, cheio de reviravoltas, sobre um caso de amor vivido exclusivamente por e-mail.

Tudo começa por acaso: Leo recebe por engano alguns e-mails de uma desconhecida chamada Emmi. Educadamente, responde-lhe e Emmi retribui.
Esta troca de e-mails desperta uma curiosidade intensa entre os dois e, quase de imediato, Emmi e Leo começam a partilhar confidências e desejos íntimos.
A tensão entre ambos aumenta, e o encontro parece iminente. Mas Emmi e Leo adiam o momento. Porque, afinal de contas, Emmi é casada e feliz.
Serão os sentimentos que nutrem um pelo outro suficientemente profundos para sobreviver a um encontro real? E, depois desse momento, o que os espera?


Opinião

Apanhei este livro nas promoções de 50% do continente (disponíveis até /11) e não resisti! Tive que o trazer. “Quando sopra o vento norte” conta a história de Emmi e Leo, que começam a conversar por e-mail após Emmi ter enviado três vezes por engano, um e-mail a Leo a cancelar a subscrição numa revista local. Após uma curta conversa, os dois não se voltam a falar… até Leo receber um e-mail de Emmi a desejar um feliz natal e um bom ano novo. 

A partir deste e-mail a conversa continua até ambos ficarem de tal forma dependentes dos e-mails, que não aguentavam estar mais de três dias sem falar. Mas Emmi é casada e tem uma família e Leo tem um passado romântico que o atormenta.

Foi daqueles livros que não consegui largar, não só pela história ser tão atual (quem disse que não pode existir uma Emmi e um Leo algures no mundo a trocarem e-mails como estes?), mas também pela forma de escrita – ao ler os e-mails parecia quase que estava a ler poesia (parabéns à tradutora por não ter destruído a magia destes e-mails). 

Fiquei muito triste com o fim, uma vez que esperava que após tanto rodeio, corresse tudo bem… mas fica então para o próximo volume (mal posso esperar).

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

[Entrevista] - Sofia Costa Lima



Há uns tempos atrás tivemos oportunidade para falar com a Sofia Costa Lima, autora do livro "Teremos Sempre Londres" [Review da Cindy]. Para além de ser uma blogger como nós, a Sofia tem uma paixão intensa pela leitura e pela escrita, paixão que se denota em cada post que faz. Pedimos então para falar um pouco com ela (a Sofia foi muito simpática e aceitou logo ser chateada pelas meninas do Leituras ao Sol). Deixamos aqui a conversa!



Então boa tarde Sofia! Em primeiro lugar gostaríamos de te dar os parabéns pela publicação dos teus dois livros! Gostaríamos que nos falasses um pouco de como surgiu esta oportunidade de seres uma autora publicada? Então boa tarde Sofia! Em primeiro lugar gostaríamos de te dar os parabéns pela publicação dos teus dois livros! Gostaríamos que nos falasses um pouco de como surgiu esta oportunidade de seres uma autora publicada? 

Olá! Antes de mais, muito obrigada pelo convite. É um prazer estar à conversa convosco. 
Esta oportunidade foi tudo resultado da minha persistência. Lutei por cada um dos livros: passei meses a procurar editoras que aceitassem autores jovens e sem máquinas publicitárias. A Chiado, por acaso, aceita muitos autores novos e foi por isso que entrei em contacto com eles para publicar o "Teremos Sempre Londres". Tive sorte por eles terem aceite. 



Achas que são dadas ferramentas suficientes aos jovens autores de Portugal? 

Não. Se não tens contactos publicitários ou dinheiro para publicidade, ninguém te ajuda. Também não ajuda que seja recorrente toda a gente publicar livros e, por isso, há quem desvalorize o facto de uma pessoa "normal" publicar um livro porque, afinal de contas, a mãe do actor X já publicou, a modelo Y também, o cantor W também e por aí. 



Então fala-nos um pouco sobre ti! 

Sou uma rapariga normal, nascida na bela aldeia de Fiães, Trancoso, em 94. No ano passado mudei-me para Lisboa, onde estudo Jornalismo, na Escola Superior de Comunicação Social. Sou apaixonada por escrita e tenho um blog desde 2009. Como vocês já referiram, tenho dois livros publicados. Colaboro com a Associação Juvenil de Trancoso desde 2013, fazendo parte da equipa responsável pelo Jornal Escrever Trancoso, que irá nascer em breve, e sou também colaboradora das secções de Música e Literatura da ESCS MAGAZINE e do jornal Oitava Colina. E acho que é tudo. 



Como bem sabemos, também és uma blogger. Desde quando tens o blog "Escrevi-te um blog"? E porque é que o criaste? 

Criei o blog em Março de 2009 porque achava piada à ideia de um blog e queria escrever para mais pessoas do que os meus amigos. 



De onde surgiu a inspiração para o livro "Teremos Sempre Londres"? 

Escrevi-o quando tinha 15 anos. A ideia veio de uma viagem de comboio, mas nada de mais. 



O livro é uma mera obra de ficção... ou será que tem alguma história por trás? 

É tudo imaginação, não dá para explicar como é que surgiu tudo. É tudo ficção. 



E ficámos curiosas... porquê Londres? (para além do facto de ser uma cidade espetacular!) 

Na altura em que terminei a primeira versão do livro foi quando o meu futebolista preferido se mudou para o Chelsea FC (risos) e então Londres surgiu como a cidade ideal para o romance. 



Para terminar... Estás a trabalhar em algum projeto agora? 

Tenho estado a trabalhar em muitas coisas, principalmente em coisas jornalísticas. Em termos de livros...tenho algumas — muitas — coisas escritas e quase prontas mas, provavelmente, não será para um futuro próximo porque não faz sentido publicar sem antes trabalhar um outro lado da carreira de escritora que me falta e que é muito importante para conseguir realmente ter sucesso nesta área.


Quem estiver curioso em relação ao trabalho da Sofia, pode sempre seguir o seu blog AQUI!

domingo, 26 de outubro de 2014

Sofia Costa Lima - Teremos Sempre Londres [Cindy]

Título Original: "Teremos Sempre Londres"
Páginas: 116
Colecção: Viagens na Ficção
ISBN: 9789895104024

Sinopse
Carolina, de 17 anos, conhece o jornalista Miguel, de 26 anos, num workshop e desde logo fica rendida ao seu charme. A paixão acaba por falar mais alto mas Miguel, com medo de represálias devido à diferença de idades, quer levar tudo com calma. O que ele não sabe é que o problema chegará quando a mãe de Carolina, Luísa, regressar após 3 anos sem dar notícias.

– Felizmente fiz algo bem. Eduquei-te para que lutasses pelo que acreditas e que fizesses sempre tudo para seres feliz. Conseguiste-o. Nisso não podes dizer que errei.
– Talvez não tenha errado aí mas foi graças ao meu pai que eu consegui ser feliz, não foi graças a si. – Virou-se para Miguel. – Vamos embora. – Andaram uns metros e Carolina voltou-se para Luísa:
– Sabe o que devia fazer, Luísa Devia, sem dúvida, voltar para onde esteve estes três anos. ou, quem sabe, ir para um lugar novo e diferente. Acho que não tem nada que a prenda aqui. Devia procurar o seu lugar no mundo. Não devia querer impor-se na vida de alguém depois de decidir abandonar essa vida.

Opinião
“Teremos sempre Londres” conta a história de Carolina, uma rapariga de 17 anos um tanto rebelde, que estuda em Lisboa e acaba por desenvolver uma paixão pelo professor do seu workshop de escrita criativa (Miguel, de 26 anos). Carolina nunca imaginaria que a sua paixão seria correspondida… Até ao dia em que Miguel aparece à sua porta e a leva a sair. A partir daí vivemos o romance que desabrocha, com tudo incluído: a insegurança de uma rapariga que ainda não sabe bem o que é o amor e o medo que Miguel tem pela diferença de idades. E claro que nem tudo pode ser um mar de rosas… Quando Luísa, a mãe de Carolina regressa após ter desaparecido durante três anos, tenta acabar com este romance. Mas, se há algo que o livro mostra, é que o amor não escolhe idades e no fim Carolina e Miguel… Terão sempre Londres.
Consegui ler o livro em apenas duas horas, devorei-o como se não houvesse amanhã. O único defeito que lhe ponho é que a autora poderia ter desenvolvido mais a história pois senti que passou demasiado rápido (eu fiquei sedenta por mais, mais e mais!). É o tipo de romance que é capaz de fazer qualquer rapariga suspirar. Gostei especialmente do facto das personagens serem bastante realistas – Carolina poderia bem ter sido alguém que andou comigo na escola. A capa é lindíssima!
A autora é exatamente da minha idade, o que talvez influencie um pouco o “gosto” que tenho por este livro, uma vez que oferece uma visualização jovem de um mundo onde o amor existe e aparece quando menos esperamos. Uma representação do amor nos olhos de uma adolescente de 15 anos. Aconselho a quem se queira derreter com um romance fresco, jovem e absolutamente adorável!

A autora Sofia Costa Lima tem um blog pessoal e estará brevemente à conversa connosco!


terça-feira, 21 de outubro de 2014

[Parceria] - Vamos Doar Livros à Nossa Biblioteca



Veio uns dias mais tarde (mas ao menos chegou!) o nosso post oficial de Parceria com o blog Vamos Doar Livros à Nossa Biblioteca. Após saber mais sobre o projeto, a Cindy decidiu convidar este blog para uma parceria, que foi logo aceite pela administradora (e vai de vento em popa!)

Também querem saber do que se trata? Ora bem, aqui vai, pelas maravilhosas palavras da administradora... 

""Vamos doar livros à nossa biblioteca?" é um Projecto e Blog Literário.

Um projecto que conta com muitas ideias, todas elas em volta da literatura, ideias para fazer e marcar a diferença no nosso país e dar o exemplo aos outros.

O blog é um espaço amigo dos livros, onde escrevo as minhas criticas, faço divulgações, escrevo artigos, crónicas, onde desenvolvo novas ideias para o projecto e muito mais que for surgindo e quem o seguir vai descobrindo.

Este projecto não é um peditório de livros para bibliotecas, mas ensina a quem os queira doar como o fazer. E não só às bibliotecas públicas, mas também às dos hospitais, lares de terceira idade, casas de correcção e todos os demais sítios onde os livros fazem falta e podem fazer a diferença ou até mesmo mudar a vida das pessoas...

Vamos doar livros à nossa biblioteca? é um misto de ideias, incentivos, boa disposição, paixão pelos livros, carinho pelo mundo literário e tal como um bom livro, conto que se venha a tornar um "cantinho" que seja uma boa companhia para todos aqueles que quiserem e precisarem.

Sem todos bem-vindos a este novo espaço!"


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Nora Roberts - Um Mar de Rosas [Al]

Título Original: "Bed of Roses"
Páginas: 288
Chancela: CHÁ DAS CINCO
ISBN: 9789897100741

Sinopse
Desde criança que Emma é uma jovem sensível e romântica e não é surpresa para ninguém que tenha encontrado a sua vocação como florista de casamentos. Assim está sempre rodeada de flores e trabalha com as suas três melhores amigas - Mackensie, Parker e Laurel. Emma não podia estar melhor, certo? 
Errado. É que Emma, apesar de bela e encher de vida todas as salas onde entra (aliás, tal como acontece com os arranjos florais que cria), apenas se cruza com os homens errados. E o último lugar onde alguma vez se lembrou de procurar é…bem debaixo do seu nariz. 
Jack Cooke é um arquiteto e amigo de longa data que praticamente faz parte da família. Um dia ele apercebe-se que sente por Emma algo mais do que apenas amizade. Mas quando a sua paixão é correspondida, as coisas começam a complicar-se. É que nem ele gosta de compromissos, nem ela é dada a casos passageiros. 
Conseguirão confiar nos seus corações — para se entregarem a uma vida em comum?


Opinião
Este é o segundo livro da coleção "Quarteto das noivas". Quero desde já deixar o meu agrado pela escolha do titulo. Tanto o original como a posterior tradução para o português. Tendo em conta que quando pegamos num livro, a primeira coisa que fazemos é avaliar a capa, "Um mar de rosas", ou no original, "Bed of roses" indica-nos logo qual a próxima vitima do romance (está claro que é preciso ler o primeiro livro). Assim sendo, sabe-se "a priori" que, desta vez, o papel de personagem principal recai sobre Emma, a florista.

A meu ver (e sem querer fazer spoiler a possíveis estreantes), já mais que se adivinhava quem iria ser o parceiro desta encantadora mulher, uma vez que , no primeiro livro, existe uma "tensão" entre ela e ele. Pessoalmente, adoro quando promovem estas interações em livros anteriores. Faz-me querer (e muito) que o livro seguinte caia dos céus diretamente para o meu colo.

Em relação a Emma, posso dizer que é uma rapariga que se guia pelo romance e que, embora tenha estado com muitos homens, nenhum lhe despertou "aquele" interesse. Porquê? Ora, pois claro que se devia ao facto de já ter uma "crush" (intemporal) no homem que, segundo ela, não poderia ter. Uma característica que adoro nela é que, não sendo uma "good girl" pãozinho sem sal, nunca, mas nunca tem a intenção de ferir os sentimentos de alguém. Ao ponto de arranjar outras companhias para os homens que rejeita (mas isso já vem com o pacote da empresa de casamentos não acham?).

No geral, uma boa leitura. Um romance típico de Nora Roberts, que é de ler e chorar por mais. Que venham os próximos!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Anne Bishop - Filha do Sangue [Cindy]

Título Original: "Daughter of the Blood"
Trilogia das Jóias Negras #1
Páginas: 1276
ISBN: 9789728839772

Sinopse
Há setecentos anos, num mundo governado por mulheres e onde os homens eram meros súbditos, uma Viúva Negra profetizou a chegada de uma Rainha, na sua teia de sonhos e visões.
Agora o Reino das Sombras prepara-se para a chegada dessa mulher, dessa Feiticeira que terá mais poder do que o próprio Senhor do Inferno. Mas a Rainha ainda é nova, passível de ser influenciada e corrompida. Quem controlar a Rainha controlará o mundo.
Três homens poderosos — inimigos de sangue — sabem isso. Saetan, Lucivar e Daemon apercebem-se do poder que se esconde por trás dos olhos azuis daquela menina inocente. E assim começa um jogo cruel, de política e intriga, magia e traição, onde as armas são o ódio e o amor. O preço pode ser terrível e inimaginável...

Opinião
Anne Bishop foi-me recomendada pela Dixie, que é uma autêntica aficionada da autora. Como encontrei a trilogia inteira na biblioteca local (algo realmente raro por estas bandas!) decidi trazer o primeiro volume desta trilogia para casa. 
"Filha do Sangue" mostra-nos um mundo totalmente novo, onde quem governa são as mulheres e os homens são meros súbditos, sendo muitos forçados a obedecer por um anel colocado nas zonas "privadas". Foi profetizado por uma viúva negra, o nascimento de uma feiticeira poderosa, destinada a mudar o mundo e o mundo prepara-se para a receber, mas nem todos têm boas intenções. Enquanto as governadoras do mundo concentram os seus esforços em encontrar a feiticeira e acabar com ela, três homens (inimigos de sangue) fazem de tudo para a salvar. Mas Jaenelle é apenas uma criança, diferente das outras, com um mundo perigoso por explorar e cabe a esses homens (Daemon, Saetan e Lucivar) protege-la contra um destino fatal, unindo-se contra o mal que governa o mundo.
A personagem Jaenelle é bastante intrigante: uma menina inocente que não se enquadra na sua família, que é castigada por ser diferente, mas ao mesmo tempo, uma mulher forte e poderosa, que não tem noção do quão poderosa (ou perigosa) pode ser.
Daemon fez as minhas delícias enquanto personagem masculina, um homem poderoso, um príncipe "bastardo" que tem quase um inferno no seu interior mas que, ao mesmo tempo, é carinhoso e gentil, especialmente com Jaenelle. Foi uma excelente surpresa.
Mentiria se dissesse que foi fácil entrar na história. Não foi de todo, não é um livro que se entenda a 100% nas primeiras páginas, mas uma vez que prende o leitor, não o deixa acabar de ler! "Filha do Sangue" é um livro denso, cheio de ação, talvez por isso tenha feito as minhas delícias como leitora. É uma história viciante, que nos faz querer ler mais e mais mas que, ao mesmo tempo, nos brinda com um mundo complexo, com personagens absolutamente fantásticas e com um leve toque de romance sensual, que torna esta obra uma autêntica delícia. Uma grande recomendação da minha parte!

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Aprilynne Pike - O Beijo dos Elfos [Cindy]

Título Original: "Wings"
Wings #1
Páginas: 256
Editor: CONTRAPONTO
ISBN: 9789896660512

Sinopse
Laurel é uma jovem de quinze anos diferente – frágil, vegan e amante da natureza – que se muda com os pais para outra cidade.
Integrar-se na nova escola e fazer amigos são questões complicadas para uma rapariga tímida como ela, mas o atraente David ajuda-a a ambientar-se.
É então que acontece algo inexplicável que aterroriza Laurel: diante do espelho, vê surgir sobre os seus ombros umas formas longas branco-azuladas, de uma beleza quase indescritível, como pétalas a pairar no ar junto à sua cabeça – semelhantes a asas.
Para perceber o sucedido, a jovem regressa à sua cidade natal, onde conhecera Tamini, um magnetizante rapaz de olhar cor de esmeralda. Ele parece conhecê-la desde sempre e vai revelar-lhe uma verdade aterradora.
A partir desse momento, Laurel ver-se-á suspensa entre dois mundos e dividida entre dois rapazes igualmente fascinantes, que a atraem em direcções opostas...
Nesta extraordinária história de magia, intriga e romance perigoso, tudo o que pensava conhecer sobre o mundo das fadas vai mudar.

Opinião
Este livro foi-me emprestado por uma seguidora do blog muito querida (obrigado!!), uma vez que o queria ler bastante. O Beijo dos Elfos conta a história de Laurel, uma rapariga de 15 anos bastante diferente do resto, que se acaba de mudar com os pais para uma nova cidade. Para além de não comer carne, Laurel não fica doente e os seus pais recusam qualquer ajuda médica. A adaptação poderia ser difícil, mas graças ao atraente David, torna-se muito mais fácil e não demora muito para que Laurel se veja rodeada de novos amigos. David torna-se o seu melhor amigo, talvez algo mais. Tudo muda quando Laurel sente um estranho alto nas suas costas e, quando uns dias mais tarde, esse alto se transforma numa maravilhosa flor/asa. É aí que Laurel percebe que não é uma pessoa normal. Com a ajuda de David, embarca numa aventura para descobrir quais as suas origens e o porquê de ser tão diferente do resto das pessoas. É quando vai à sua casa antiga que Laurel conhece Tamani, um misterioso rapaz capaz de lhe dar respostas que mais ninguém consegue... E Tamani sabe que Laurel está em perigo e que não deve permitir aos seus pais venderem a sua antiga casa.
O Beijo dos Elfos é sem dúvida uma história diferente e muito interessante. Escrita de uma forma mais "juvenil", é uma leitura muito agradável e leve, que deixa o leitor "navegar" por um novo mundo, onde fadas e elfos coexistem com os humanos (mas ninguém sabe). Laurel é uma personagem muito "humana" uma vez que não é aquela personagem perfeita que muitas vezes nos apresentam nos livros, é simplesmente uma estranha rapariga de 15 anos que apenas se tenta integrar numa nova escola, numa nova vida. Tenho a fazer um reparo, na edição que li, encontrei um erro na contracapa, no nome de uma personagem (ai contraponto, essas revisões falharam aí). Em jeito de conclusão, tenho a dizer que é um livro docinho, excelente para quem pretende adocicar as suas leituras!

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Sophie Kinsella - És Capaz de Guardar um Segredo? [Cindy]

Título Original: "Can You Keep a Secret?"
Páginas: 430
Editor: Dom Quixote
ISBN: 9789722028660

Sinopse
Emma é uma rapariga como outra qualquer. Tem os seus pequenos segredos...

Da mãe:
- "Perdi a virgindade no quarto de hóspedes, com o Danny Nussbaum, enquanto a minha mãe e o meu pai estavam no andar de baixo a ver o Ben Hur."
Do namorado:
- "Peso 59 quilos em vez de 53, como pensa o meu namorado."
- "Sempre achei que o Connor se parece um bocado com o Ken. O Ken da Barbie"
Das Colegas:
- "Quando a minha colega Artemis me irrita, deito sumo de laranja na planta dela. (O que acontece praticamente todos os dias.)
- "Fui eu quem encravou a fotocopiadora, naquele dia. E em todos os outros também.";

Segredos que não partilha com mais ninguém neste mundo...- "As cuecas de fio dental magoam-me";
- "Flasifiquei a nota de matemática no meu CV"
- "Não faço a mais pequena ideia do que significa a sigla NATO. Nem sequer sei o que é"

... até ao dia em que os confessa tudo a um estranho num avião. Pelo menos, pensava que era um estranho...

Opinião
Aviso que foi difícil não escrever spoilers nesta review, uma vez que a sinopse é bastante curta (os detalhes que vou dar não são muito graves, mas caso não queiram mesmo saber de todo o que acontece, leiam primeiro o livro).
Ok, em primeiro lugar imaginem o que é contarem TODOS os vossos pequenos segredos a um estranho… seria muito mau, não seria? Agora imaginem que esse estranho não era de facto estranho nenhum (vocês apenas não o reconheciam) e ele entrava na vossa vida quando menos imaginavam. Esta é a história de Emma, uma rapariga que acaba de estragar tudo no seu trabalho mesmo antes da sua suposta data de promoção. Emma apanha um avião de volta a Londres e, na iminência de um acidente de avião começa a contar todos os seus segredos a um misterioso homem que se encontrava a seu lado… o único problema  é que o suposto estranho não é nada mais, nada menos do que Jack, o fundador da sua empresa (sim, eu sei, muito mau).
Sabendo todos os seus segredos, Jack diverte-se com Emma e faz entender que realmente se lembra dos seus segredos (desde o facto dela regar a planta da colega com sumo de laranja, até ao facto de pensar que o seu namorado parece o Ken da barbie – o mais grave é que este também trabalha na mesma empresa e idolatra Jack).
Por mais que o tente evitar, Emma acaba sempre por se encontrar com Jack, que a deixa com o coração dividido. Os segredos afinal são sempre difíceis de guardar.
Se eu achava que o livro “Tenho o teu núm3ro” era hilariante, acreditem que este o bate em todos os sentidos. Acho que nunca ri tanto a ler um livro, as situações que Sophie Kinsella retrata são absolutamente engraçadas e eu só imagino “ai se fosse eu”. Aconselho vivamente a todos que queiram rir e rir sem parar e gostem de um bom romance. Mais uma vez Sophie Kinsella não desaponta.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Lauren Kate - Lágrima [Cindy]

Título Original: "Teardrop"
Lágrima #1
Páginas: 320
Editor: PLANETA
ISBN: 9789896574888

Sinopse
Tudo o que amamos pode ser levado pela corrente... NUNCA, NUNCA CHORES...
A mãe de Eureka Boudreaux instilou esta regra na filha há anos. Mas agora a mãe partiu, e onde quer que Eureka vá, ele está lá: Ander, o rapaz alto, de cabelo louro-claro, que parece saber coisas que não devia, que diz a Eureka que ela corre um grande perigo e que a deixa sempre à beira das lágrimas. Mas Ander ignora o maior segredo de Eureka: desde que a mãe se afogou num acidente bizarro, Eureka deseja morrer. Resta-lhe pouco que lhe desperte o interesse, apenas o amigo mais antigo, Brooks, e uma estranha herança: um medalhão, uma carta, uma pedra misteriosa e um livro de outras eras que ninguém compreende. O livro encerra uma história assombrosa sobre uma rapariga que ficou destroçada e chorou tanto que formou um continente no mar... e há algo na história que é misteriosamente familiar.
Eureka está prestes a descobrir que a narrativa antiga é mais do que uma história, que Ander pode falar verdade... e que a sua vida é muito mais obscura e oculta do que alguma vez imaginou.
De Lauren Kate chega uma saga épica, Lágrima, de um romantismo estarrecedor, de segredos devastadores e de magia negra... um mundo onde tudo o que amamos pode ser levado pela corrente.

Opinião
A Al já tinha lido livros da Lauren Kate e não tinha ficado muito bem impressionada, mas este livro parecia-me bastante interessante. Lágrima é o primeiro volume da coleção "Lágrima", cuja continuação "Waterfall" sairá (versão em Inglês) em Outubro já deste ano. Conta a história de Eureka Bordeaux, uma rapariga de 16 anos que tem uma particularidade diferente: não chora. Não porque não consegue, mas porque a mãe lhe fez prometer que nunca iria chorar. Após a morte trágica da sua mãe num "acidente" do qual foi salva (e não sabe como) a sua vida nunca mais será a mesma. Eureka consegue manter a promessa que fez à sua mãe, até ao aparecimento de um rapaz misterioso, Ander que, pela primeira vez, consegue deixá-la com uma lágrima no olho depois de ir contra o seu carro. Ander é muito mais que isto uma vez que Eureka sente uma grande atração por este e não a consegue explicar. Para piorar ainda mais a situação, Ander sabe muitas coisas que não deveria saber. Quando Eureka recebe em testamento um medalhão, um livro escrito numa linguagem estranha (que conta uma história sobre uma rapariga que chorou tanto que formou um continente no mar) e uma pedra não sabe o que fazer com estes, nem o poder que estes contêm, o que a poderá deixar em perigo (ou talvez salvá-la). Brooks, o seu melhor amigo, parece o seu maior apoio, até este começar a agir de uma forma estranha, deixando-a em situações de vida ou morte e humilhando-a à frente de todos os seus colegas. Poderá piorar? Sim! É que Ander insiste que Brooks é perigoso e Eureka não consegue deixar de pensar se terá Ander razão...
Vou começar por falar na sinopse deste livro (sim, da sinopse), uma vez que acho que nunca vi tantos spoilers numa única sinopse. Através da leitura deste não deverá ser difícil ao leitor descobrir o grande "mistério" do livro o que é um pouco triste. Gostei imenso deste livro, adorei a conjugação entre o mitológico e o fantástico por isso posso dizer que fiquei mais bem impressionada do que a Al. As personagens são bastante interessantes, uma rapariga que não chora, a sua grande amiga que fala pelos cotovelos e não se importa se Eureka não ouve, Brooks (o típico melhor amigo do qual fazem uma descrição que é capaz de deixar muitas meninas de água na boca) e Ander (adivinharam... o estranho misterioso por quem a rapariga se apaixona). Juro que no início do livro odiava o Ander e queria que Eureka ficasse perdidamente apaixonada pelo Brooks mas já sei que isto nunca iria acontecer e, ao ler o livro, fui entendendo o porquê pelo que não fiquei demasiado chateada (porque é que as personagens principais se apaixonam SEMPRE pelo estranho misterioso?! Especialmente um que lhe arruína o carro por completo). Em geral, aconselho a leitura deste livro, acho que vai dar asas a uma coleção bastante interessante e estou muito curiosa em relação à continuação.

sábado, 9 de agosto de 2014

Lauren DeStefano - Delírio [Cindy]

Título Original: "Fever"
O Jardim Químico #2
Páginas: 232
Editor: PLANETA
ISBN: 9789896573348

Sinopse
Rhine e Gabriel fugiram da mansão, mas o perigo nunca ficou para trás.
Para Rhine de dezassete anos, a arriscada fuga do casamento polígamo parece ser o princípio do fim. A evasão leva Rhine e Gabriel a uma armadilha sob a forma de uma feira popular, cuja dona mantém várias raparigas prisioneiras, Rhine acaba de fugir de uma prisão dourada para se meter noutra ainda pior.
A jovem acaba por percorrer um cenário tão sombrio como o que deixou há um ano - que reflecte os seus sentimentos de medo, desespero e desesperança.
Com Gabriel a seu lado está decidida a chegar a Manhattan para se encontrarem com Rowan, o irmão gémeo, mas a viagem é longa e perigosa e o que Rhine espera que seja uma segurança relativa revelar-se-á muito diferente.
Num mundo onde as raparigas só vivem até aos vinte anos e os rapazes até aos vinte e cinco, o tempo é precioso e Rhine não tem como escapar nem iludir o excêntrico sogro Vaughn, que está determinado a levá-la de novo para a mansão... a todo o custo.
Nesta sequela de Raptada, a heroína tem de decidir se a liberdade vale a pena, pois tem mais a perder do que nunca.

Opinião
Sei que a minha opinião é contraditória em relação a esta trilogia mas, depois de ler tantos livros distópicos, acho que este fica um pouco mais atrás de outras coleções do mesmo género. Poderá ser por não me conseguir identificar com a personagem principal, não sei, parece-me um tanto estranho porque eu tanto adorei este livro como não gostei nada dele (ou seja esta opinião provavelmente vai ser um tanto bipolar). O segundo livro pega onde o primeiro o deixou, Rhine consegue finalmente fugir do seu "casamento" e leva consigo o seu "apaixonado" Gabriel. Mas, pouco tempo depois de conseguirem escapar dão por si presos de novo, desta vez, nas mãos de uma xx que é dona de uma "feira popular" - que não é nada mais nada menos do que uma pequena rede de prostituição - e esta segunda "prisão" pode ainda ser pior do que a sua anterior. Mas Rhine está determinada em encontrar o seu irmão e, com ajuda consegue escapar juntamente com Gabriel, levando consigo a filha da sua salvadora. Mas Manhattan já não é o que era e Rhine parece começar a despedaçar-se.
O livro é uma autêntica aventura e, pelo menos no início não dá tempo para o leitor respirar. Acho que essa foi uma falha (na minha opinião) uma vez que saímos de um primeiro livro pouco depois de um pico de ação e o segundo inicia-se quase noutro pico de ação. Senti falta de umas páginas para conseguir "respirar", algo do género. Vamos aprendendo muito sobre Rhine ao longo deste livro, como a sua determinação consegue mover montanhas, como é capaz de fazer tudo para cumprir os seus objetivos e daí retiro pontos muito positivos. Mas, se esperam uma personagem "apaixonada" podem mudar de ideias pois Rhine não demonstra grandes "amores" ao longo do livro. Pelo contrário, Gabriel está completamente apaixonado por ela. Nestes termos, Rhine faz-me lembrar a Katniss (da série Hunger Games), uma personagem que tem as mesmas características e que também não é perdida de amores. Talvez seja mesmo este o objetivo da autora e, se sim, compreendo, mas gostaria de ver mais, gostaria que este livro me fizesse suspirar. Tudo bem que uma distopia não se concentra de todo no romance, mas se a autora inclui um casal romântico (e como esta trilogia anda muito em roda do romance) não faria mal melhorar o romance em si.
Para terminar, acho que a capa se adequa bastante ao tema do livro e foi esta que me chamou à atenção na livraria para a existência desta trilogia. Prefiro a capa portuguesa à original (a original parece-me um pouco a Avril Lavigne o que torna as coisas estranhas).
Em geral, como disse no primeiro, o livro não é mau de todo mas, na minha opinião, falta aquele "zing" (referência ao filme Hotel Transylvania) que costumo encontrar!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Lauren DeStefano - Raptada [Cindy]

Título Original: "Wither"
O Jardim Químico #1
Páginas: 256
Editor: PLANETA
ISBN: 9789896572204

Sinopse
Graças à ciência moderna, todos os recém-nascidos são bombas-relógio genéticas - os homens só vivem até aos vinte e cinco anos e as mulheres até aos vinte. Neste cenário desolador, as raparigas são raptadas e forçadas a casamentos polígamos para que a raça humana não desapareça. Levada pelos Colectores para se casar à força, Rhine Ellery, uma rapariga de dezasseis anos entra num mundo de riqueza e privilégio. Apesar do amor genuíno do marido Linden e da amizade relativa das suas irmãs-esposas, Rhine só pensa numa coisa: fugir, encontrar o irmão gémeo e voltar para casa. 
Mas a liberdade não é o único problema. O excêntrico pai de Linden está decidido a encontrar um antídoto para o vírus genético que está prestes a levar-lhe o filho e usa cadáveres nas suas experiências. Com a ajuda de um criado, Gabriel, pelo qual se sente perigosamente atraída, Rhine tenta fugir no limitado tempo que lhe resta.

Opinião
A Cindy aproveitou as suas férias para iniciar a trilogia de "O Jardim Químico", que começa com este primeiro volume "Raptada". Num mundo onde as mulheres vivem até aos vinte anos e os homens até aos vinte e cinco (devido a um "vírus" produzido pela ciência moderna - na esperança de melhorar a qualidade de vida dos seres humanos), Rhine Ellery, uma rapariga de dezasseis anos, é raptada juntamente com outras raparigas e escolhida pela sua peculiaridade genética (Heterochromia, um olho de cada cor) sendo obrigada a casar, juntamente com mais três raparigas (que se tornam suas irmãs-esposas). Para melhorar a situação, Rhine sente-se atraída por Gabriel, um criado gentil, que se torna o seu grande apoio e com quem pretende fugir assim que possível, especialmente após descobrir que o pai do seu marido Linden usa cadáveres das pessoas que morrem na sua casa, nas experiências de modo a tentar encontrar um antídoto para salvar o filho deste terrível destino.
A vida com o seu novo marido é algo que Rhine nunca imaginou, um mundo de riqueza e privilégio como nunca vira antes mas isto não impede Rhine de tentar voltar para casa pois para trás ficou o seu irmão gémeo, que não faz ideia do que lhe aconteceu e Rhine é capaz de tudo para voltar para ao pé deste.
Tenho que comentar a capa do livro, que acho bastante bonita e que me chamou imenso à atenção antes de o ler (gosto bastante mais dela na versão de Portugal do que na original, o que é raro). "Raptada" é um bom livro, mas, na minha opinião, fica um pouco aquém das restantes coleções distópicas que tanto se falam hoje em dia. As personagens são um ponto alto deste livro, temos que dizer que uma personagem com heterochromia foi uma boa aposta por parte da autora. Tive imensa pena de Linden ao longo de todo o livro, uma vez que este é uma personagem bastante ingénua e inocente, até certo ponto uma "marionete" do seu pai. O livro é muito rápido de se ler mas a minha opinião é quase igual aquela que tive do primeiro livro da saga "Jogos da Fome" - é bom, mas nada de outro mundo. Não sei explicar o que falta neste livro, mas há algo que não bate certo para mim, enquanto leitora. Não é por isso que deixo de o recomendar, até porque a história é bastante interessante e é nos apresentado um mundo diferente do que estamos habituados, mas esperava mais.

sábado, 2 de agosto de 2014

James Patterson & Emily Raymond - Primeiro Amor [Cindy]

Título Original: "First Love"
Páginas: 288
Editor: TOPSELLER
ISBN: 9789898626295

Sinopse
Baseado em acontecimentos reais da vida de James Patterson. 
Axi Moore era uma aluna aplicada. Mas não gostava de dar nas vistas e não contava a ninguém que o que realmente desejava era fugir de tudo. A única pessoa no mundo em quem confiava era Robinson, o seu melhor amigo, por quem estava secretamente apaixonada.
Quando finalmente decide seguir os seus impulsos e quebrar as regras, Axi convida Robinson para a acompanhar na sua longa viagem. Uma jornada intempestiva, marcada pela paixão oculta e pelo desejo de descobrir o mundo. Mas o que no início era apenas uma aventura livre e despreocupada em breve vai tomar um rumo perigoso e incontrolável.
Envolvidos numa sucessão de acontecimentos violentos e dramáticos, os protagonistas são colocados à prova das mais variadas formas. Poderá a primeira grande paixão das suas vidas sobreviver a tudo, até que a morte os separe? 
Um romance notável e extraordinariamente comovente, inspirado no próprio passado de James Patterson. Um testemunho impressionante sobre a força do primeiro amor e as suas consequências para o resto das nossas vidas.

Opinião
Não há nada como ler um livro e este deixar-vos imediatamente emocionados e sem palavras com a dedicatória do autor. E para compreenderem o que vos digo, deixo-vos com essa mesma dedicatória 

  • "Para a Jane - No outono de 2010, apresentei o esboço de Primeiro Amor ao meu editor, mas, na verdade, a história começou muitos anos antes. Eu estava apaixonado por uma mulher chamada Jane Blanchard. Certa manhã, fomos dar um passeio em Nova Iorque. Sem mais nem menos, a Jane sofreu uma convulsão violenta. Nos dois anos que se seguiram, sofreu de cancro e acabou por morrer jovem. Demasiado jovem. Janie, tenho saudades do teu sorriso. Espero que seja preservado com este livro, com esta história de amor que me lembra do tempo que passámos juntos (embora não me recorde de alguma vez ter roubado carros)."

O livro "Primeiro Amor" conta-nos a história de Axi Moore, uma boa menina que decide um dia fugir de casa e partir numa aventura com o seu melhor amigo, Robinson, por quem está apaixonada. Embora lhe custe, Axi sente que deve afastar-se durante uns tempos, deixando para trás o seu pai (que, desde a morte da sua mãe, não para de beber) e a sua vida de "menina boa". Mas esta tão esperada aventura poderá acabar por ter um desfecho trágico, quando Axi se apercebe que Robinson não se encontra bem. Com um passado pesado por trás de ambos, Axi e Robinson tentam lutar ao máximo pela sua felicidade, pelo seu amor, fator que os torna mais fortes, mesmo quando o tempo escassa. 
O amor entre Axi e Robinson é o mágico primeiro amor adolescente, na sua essência mais pura e, embora tenham que passar por inúmeras peripécias que poderiam pôr em risco este sentimento tão forte, Axi e Robinson aguentam e lutam (até pela vida) . Este livro promete deixar o leitor a rir, a chorar, a viver todas as emoções possíveis e, embora também seja bastante louco, relembra-nos que o amor ultrapassa tudo e todos. Altamente recomendado a quem adorou o livro "A Culpa é das Estrelas" e está à procura de um livro do género.

sábado, 26 de julho de 2014

Nora Roberts - Um dia Perfeito [Cindy]

Título Original: "Vision in White"
Páginas: 288
Chancela: CHÁ DAS CINCO
ISBN: 9789897100512

Sinopse
Quando eram crianças, as quatro amigas Mackensie, Emma, Laurel e Parker, passavam horas a imaginar como seria um dia de casamento perfeito. Anos mais tarde, as suas fantasias tornam-se realidade, mas de uma forma que não esperavam: criaram uma empresa de organização de casamentos e realizam os sonhos de outras mulheres.
Em Um dia Perfeito, ficamos a conhecer Mackensie Elliot, uma fotógrafa bonita e independente, que adora captar os momentos felizes e únicos que descobre nos casamentos. Mas tanta felicidade ao seu redor por vezes recorda-lhe um passado de amargura e que quer deixar para trás.
Quando conhece Carter Maguire, irmão de uma noiva, sente que um inofensivo flirt pode ser mesmo aquilo que precisa para tirar a cabeça de tantos casamentos. O que não esperava era que o coração lhe pregasse uma rasteira e exigisse algo que ela julgava impensável... Poderá Mackensie descobrir o caminho para a felicidade e rumar, um dia, ao altar?

Opinião
E com este livro inicio a minha segunda coleção de Nora Roberts, o "Quarteto de Noivas". "Um Dia Perfeito" conta a história de Mackenzie, Emma, Laurel e Parker, quatro grandes amigas que passaram a infância a brincar aos casamentos - brincadeira que se tornou realidade quando formaram a sua própria empresa de organização de casamentos. Este primeiro volume leva como personagem principal Mackenzie, a fotógrafa da empresa, que adora transformar em fotografias maravilhosas, os momentos únicos vividos no dia especial. Mackenzie tem uma relação bastante conflituosa com a mãe, que lhe pede constantemente favores, de certo modo, insuportáveis e que é uma pessoa bastante instável no que toca a namoros e casamentos - fator que leva Mackenzie a bloquear todos os homens que poderão querer mais alguma coisa com ela. Quando esta conhece Carter Maguire (de uma forma, digamos... engraçada!), o irmão de uma das suas noivas, começa a desenvolver uma atração por este - mas essa atração poderá pregar-lhe uma grande partida. O Carter é das personagens mais engraçadas que já vi. Estamos habituados a ver personagens masculinas fortes e destemidas (sejamos sinceros, homens pouco realistas) e este livro mostra-nos uma personagem principal masculina que, pelo que bem sabemos, poderia ser o nosso vizinho do lado, o que lhe trás uma credibilidade muito grande a meu ver. Tenho que ressalvar a amizade entre as quatro personagens principais deste livro, que é absolutamente maravilhosa e mostra que as amigas podem ser a nossa "verdadeira" família. O único ponto negativo que denoto é o final, que é um pouco apressado, facto que leva o leitor a querer ler a continuação - e eu mal posso esperar para ler a coleção toda!

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Passatempo nº7 [Especial Aniversário] - RESULTADO

Eu sei que todos estão ansiosos pelo resultado do último passatempo de aniversário. Foi o passatempo com maior número de participações.

A resposta era também muito fácil...


Das 131 participações, apenas 124 foram válidas, e essas 124 participações deram origem a 192 entradas!

Das 192 entradas, o nosso amigo random escolheu...


A entrada nº179 que corresponde à Carolina (...) Carvalho que vai levar para casa...


Parabéns Carolina irás receber um e-mail da nossa parte para que possas receber o teu prémio

E com isto terminamos os três passatempos de aniversário. Muito obrigado a todos os que participaram

Passatempo nº6 [Especial Aniversário] - RESULTADO

Eu sei que estão ansiosos para saber quem cometeu o crime no Leituras ao Sol!

Era muito fácil descobrir... A nossa criminosa era a Al!
Agora qual foi o crime? Não é que a Al foi de férias enquanto todas nós ainda estávamos em aulas! E claro que isto é uma grande brincadeira ;)

Das 70 participações, apenas 59 foram válidas e deram origem a 87 entradas.

Das 87 entradas, o nosso amigo random escolheu...


A entrada nº42, que corresponde à participação da Sílvia Catarina (...) Pedro, que vai levar para casa...


E um caderno FBN à sua escolha!

Parabéns Sílvia, irás receber um e-mail da nossa parte para que possas receber o prémio!

Passatempo nº5 [Especial Aniversário] - RESULTADO

Mesmo a tempo do almoço vamos divulgar quem foi o vencedor do primeiro passatempo de aniversário!


E aqui fica a resolução das palavras cruzadas...

Das 49 participações, apenas 41 foram válidas. As 41 participações equivaleram a 57 entradas! (obrigado a todos os que partilharam o passatempo)

Das 56 entradas, o nosso amigo random escolheu...


A entrada nº3 que corresponde à participação da Carina Joana (...) Jesus, que vai levar para casa...


Isso mesmo, o livro "Rebeldes" de Anna Godbersen!
Parabéns Carina, irás receber um e-mail da nossa parte para que possas receber o teu prémio

sábado, 12 de julho de 2014

Passatempo nº7 [Especial Aniversário]

Este é o último passatempo do nosso blog! Mas não chorem porque o prémio fez valer a espera!!

Dentro do cofre do Leituras ao Sol está um livro! Mas o nosso cofre é guardado por um monstro que só deixa passar quem acertar a sua pergunta...


Já estão a perceber o que têm para fazer certo?!

REGRAS
O passatempo termina no dia 24 de Julho de 2014, pelas 23:59.
Só são aceites participações de Portugal.
É apenas permitida UMA participação por pessoa
NÃO é obrigatório ser seguidor do blog e/ou facebook para participar (mas se seguirem, nós agradecemos claro!)
Se partilharem o passatempo (e nos facultarem o link no formulário) terão uma "entrada" extra.
Para participar basta, então, preencher o formulário abaixo.



E o prémio é...


Exatamente! O "Destinos Interrompidos" de Lissa Price!! (REVIEW)

Obrigado a todos por nos acompanharem e por fazerem do Leituras ao Sol o blog que é!

Boa sorte!!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Passatempo nº6 [Especial Aniversário]

Aqui vai o segundo passatempo especial de Aniversário!!
Uma das seis colaboradoras deste blog (Al, Bells, Cindy, Dixie, Paty & Sally) cometeu um crime!


Agora cabe-vos descobrir quem foi... As pistas consistem em excertos de reviews feitas pela autora do crime
  • "Totalmente dirigido a um público feminino, como seria de esperar por parte desta autora."
  • "Chegamos à conclusão de que a heroína se torna a âncora e o sol do mundo sombrio do nosso herói"
  • "No entanto, sinto que lhe faltou o "spicy" ao qual sempre me habituei vindo desta autora"
  • "A principal moral deste livro é que por mais fundo que se bata, é sempre possível reerguermo-nos."
  • "Tenho a dizer que me amedrontei com o tamanho do livro (...), mas mal lhe peguei já só por dever o larguei".
Não vai ser difícil encontrar!

REGRAS
O passatempo termina no dia 24 de Julho de 2014, pelas 23:59.
Só são aceites participações de Portugal.
É apenas permitida UMA participação por pessoa
NÃO é obrigatório ser seguidor do blog e/ou facebook para participar (mas se seguirem, nós agradecemos claro!)
Se partilharem o passatempo (e nos facultarem o link no formulário) terão uma "entrada" extra.
Para participar basta, então, preencher o formulário abaixo.


E qual será o prémio desta vez?!

Oh sim! Claro que tinha que ser o Confissões de uma Suspeita de Assassínio de James Patterson (REVIEW)

E... Um caderno FBN à escolha (dentro dos designs disponíveis no facebook!)
Designs disponíveis AQUI, a seguinte imagem é meramente ilustrativa.


Boa sorte!

Passatempo nº5 [Especial Aniversário]

Está na hora do primeiro passatempo de aniversário!! 
Quando era pequena a Cindy passava as férias de verão a [tentar] fazer palavras cruzadas na praia. Decidiu então trazer-vos um pequeno jogo de palavras cruzadas!
E aqui estão elas...




Muito simples não é? TODAS as respostas se encontram no blog, o que torna o processo de "busca" muito fácil! Agora vocês perguntam-se... o que é que vamos oferecer?!

Ora bem, vamos oferecer então...

Isso mesmo, o livro "Rebeldes" de Anna Godbersen! (REVIEW)

REGRAS
O passatempo termina no dia 24 de Julho de 2014, pelas 23:59.
Só são aceites participações de Portugal.
É apenas permitida UMA participação por pessoa
NÃO é obrigatório ser seguidor do blog e/ou facebook para participar (mas se seguirem, nós agradecemos claro!)
Se partilharem o passatempo (e nos facultarem o link no formulário) terão uma "entrada" extra.
Para participar basta, então, preencher o formulário abaixo.


Boa Sorte a Todos!!!


Mas pensam que nos ficamos por aqui?! Este não será o único passatempo de aniversário!!!
Estejam atentos.






Parabéns para nós!! [1º Aniversário]

Aqueles que têm estado atentos ao nosso facebook já sabem que hoje é um dia muito especial para nós! É o primeiro aniversário do Leituras ao Sol! Como tal, gostaríamos de deixar alguns agradecimentos e algumas palavras simpáticas para todos vós.

Foi com 7189 visualizações, 87 publicações (vá, 88 se contarmos com este), 191 seguidores no blog, 217 gostos no facebook e 20 comentários publicados que o blog Leituras ao Sol fez o seu primeiro ano.

[Cindy]

Se me perguntassem há um ano atrás, provavelmente pensaria que o blog não ia chegar assim tão longe. Começou com uma pequena brincadeira minha, um espaço pessoal que criei com todo o carinho, mas rapidamente se tornou uma parte importante da minha vida e, quem me conhece, sabe que eu adoro este blog do fundo do coração. Podemos não ser um blog assim tão conhecido, podemos não ter carradas de comentários e seguidores, mas cada um dos que temos se torna especial para mim e cada comentário me deixa com um sorriso na cara! Por isso, da minha parte um grande obrigado a todos vós que visitam esta página e que se dão ao trabalho de ler as reviews, de fazer comentários, de pôr um gosto, qualquer coisa - são vocês que fazem a viagem valer a pena!

Vá, chega de lamechice!! Passemos aos agradecimentos

Em primeiro lugar eu [Cindy] gostaria de agradecer às minhas queridas colaboradoras, Al, Bells, Dixie, Paty & Sally por terem embarcado nesta aventura comigo. Eu sei que ainda não saíram para o público alguns posts de algumas meninas, mas ficam a saber que todas elas trabalham "off-stage" comigo para tornar este blog melhor a cada dia. Obrigado meninas por aturarem os meus desvaneios e as minhas loucuras (sim, eu sei que sou muito chata) e por tornarem este blog mais completo!

Em nome de todas as meninas do blog, gostaríamos de agradecer às meninas do blog Algodão Doce para o Cérebro, não só por colaborarem connosco no passatempo de S. Valentim, mas também por serem umas queridas. Lembro-me que no início cheguei a falar com a Mafi e tirei-lhe algumas dúvidas que tinha em relação ao blog e tudo isso. Por isso muito obrigado! :)

É importante agradecer aos autores por criarem tantos livrinhos maravilhosos, às editoras por os trazerem até nós e também claro, ao blogger por nos deixar publicar posts com esta dimensão.

Por fim, agradecemos a todos vocês! Sim, vocês, os que acreditaram neste projeto desde o início, os que entraram no comboio quando este já estava a andar, os mais antigos seguidores, os mais recentes, todos! Porque foram vocês que transformaram este blog no que ele é hoje em dia.

E agora... VAMOS COMER BOLO!


Para os que tiverem interessados, hoje vamos lançar alguns passatempos (uhhhhh)! Como é dia de aniversário, em todos os passatempos lançados hoje até às 23:59 não vai haver obrigatoriedade de ser seguidor do blog e/ou facebook, ou seja, os passatempos vão estar abertos para TODOS os que quiserem participar (de Portugal).

Estejam atentos e, mais uma vez, obrigado!
Al, Bells, Cindy, Dixie, Paty & Sally


domingo, 6 de julho de 2014

Lissa Price - A Revelação [Cindy]

Título Original: "Enders"
Páginas: 280
Editor: PLANETA
ISBN: 9789896574703

Sinopse
Com o fim da Destinos Primordiais, Callie já não tem de alugar o seu corpo a sinistros Terminantes. Mas o neurochip que lhe implantaram no cérebro torna-a vulnerável a todos os que quiserem entrar dentro da sua cabeça e obrigá-la a fazer coisas contra a sua vontade. Os Iniciantes que contêm este chip tornam-se cobaias nas mãos dos mais poderosos Terminantes, e alguém anda a fazer explodir os dispositivos, transformando-os em bombas humanas.
Determinada a vencer o medo e dar uma vida normal ao irmão, Callie decide ripostar.
Encontrar o Velho e travá-lo talvez seja uma sentença de morte, mas ela está disposta a tudo para descobrir a verdade.

Opinião
"A Revelação" retoma a história de "Destinos Interrompidos" pouco tempo após o término da Destinos Primordiais. Após uma grande cerimónia onde esta é destruída, Callie dá por si aliviada por não ter mais terminantes a habitar a sua cabeça. Mas os perigos não acabaram com o fim da Destinos Primordiais, uma vez que alguém anda atrás dos Iniciantes como Michael e Callie. E para piorar tudo, Callie descobre que alguém tem o poder para controlar os Iniciantes através dos seus neurochips sem que estes possam ripostar, e isto inclui controlar todas as suas ações ou até fazê-los explodir! Callie continua a ter um alvo preso nas suas costas uma vez que é a única Iniciante com a capacidade de matar e, sem saber em quem confiar, torna-se mais difícil sobreviver. Ela quer que o seu neurochip seja removido mas ninguém sabe como o fazer sem o fazer explodir instantaneamente. A "chama" que existia com Blake desapareceu, mas há um fogo iminente dentro de Callie, que renasce quando ela conhece o maravilhoso Hayden, o filho do Velho. Mas onde estará o Velho? Callie ouve a sua voz constantemente na sua cabeça e, pior que isso, ouve a voz do seu pai (que ela sabe estar morto) mas ninguém sabe onde o Velho se esconde e Hayden e Callie têm que o encontrar antes que seja tarde demais e todos os iniciantes sejam "caçados". Mas será o Velho realmente a chave?  "A Revelação" é um livro cheio de ação que vai, sem dúvida, encantar quem já gostou de "Destinos Interrompidos". Ao contrário de muitos livros do mesmo género, tenho que dizer que o final é muito bom e faz justiça à história. Volto a repetir que foi das melhores distopias que li nos últimos tempos, uma lufada de ar fresco num género que é agora tão falado.